Como evitar picadas de cobras?

 

A natureza é repleta de encantos e beleza. Na fauna e flora, é possível encontrar uma grande variedade de espécies. Assim como encanta, ela também intimida algumas pessoas.

 

A grande quantidade de insetos, répteis e animais peçonhentos desencorajam muitas pessoas, principalmente quando o assunto é cobras. Muitas pessoas têm pavor de cobras, sendo que a maior parte delas é inofensiva, apesar de possuírem dentes afiados, não excretam veneno (por incrível que pareça, o número de espécies de cobras peçonhentas é pequeno). São repteis que se rastejam, possuem pele resistente, baixa temperatura corporal e são muito temidos por inocularem suas vítimas com veneno que, ao ser despejado na corrente sanguínea, leva a presa à morte em poucas horas (quando não são socorridas imediatamente), além de terem força suficiente para asfixiar e esmagar os ossos das suas vítimas, enrolando-se ao corpo delas, comprimindo- as, a exemplo das sucuris. Já as corais são menores no comprimento, porém venenosas e por conta da cor de sua pele conseguem camuflar-se muito bem em terrenos com bastante vegetação, sendo bastante traiçoeiras.

Tome Cuidado

 

Por isso, todo cuidado é pouco. Ao planejar passeios e trilhas ecológicas, certifique-se de que a área é segura. Peça ajuda a alguém que more no local e conheça bem as trilhas e caminhos a serem percorridos. Caso ninguém conheça bem a trilha, evite, é a atitude mais segura. Utilize sapatos fechados durante as caminhadas em locais arbóreos e terrenos úmidos e acidentados, como encostas e morros (coturnos e botas), roupas de material resistente que cubram os membros inferiores (pernas e pés) desta forma é possível proteger-se contra picadas nos calcanhares e pés e evitar que estes fiquem expostos. Dê preferência por locais acessíveis e saia sempre em grupos, assim fica mais  fácil deslocar-se e retornar sem maiores transtornos. Ao perceber que tem uma cobra pelo chão ou tronco de árvore, não faça movimentos bruscos, mantendo a calma para não chamar a atenção dela para si, que irá imediata e instintivamente atacá-lo. Tenha cuidado ao atravessar rios, lagos onde se tenha pouca visibilidade, pois é o esconderijo preferido desses animais

Comments
  1. Responder

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *