Mortes por Veneno de Cobra

Mortes por acidentes sempre é ruim, e quando de certa forma interrompe a nossa trajetória jovem ou não nos indigna muito.

Muitos morrem de forma absurda e desnecessária, seja por imprudência seja por falta de habilidade seja por atitudes desnecessárias de coragem e ousadia.

Mortes por veneno de cobra é comum, e geralmente acidental, seja por culpa da vitima, seja por excesso da mesma.

Ser atacado por determinadas espécies com grande concentração e capacidade de inoculação de venenos pode e sempre é fatal, muitas espécies não inoculam todo o veneno, por isso causa muitas dores, mal estar, necrosias, mas acabam não sendo fatal. Algumas, entretanto são perigosamente fatais.

Como são as Mortes?

As mortes geralmente são rápidas e breves, muitas vezes sem o tempo necessário para o socorro e se este acontecer, não pode ser feito mais nada, em função da manifestação do veneno em todo o organismo e nervos da vitima.

A melhor maneira de se tratar contra o veneno é evitar ataques das cobras, usando paramentos adequados para a vida na selva ou mesmo em caso de aventura na mesma, e se possível não tocar as coisas com as mãos livres e sim e sempre com uma varinha, ou mesmo uma luva de proteção.

Andar com botas de cano alto evitam bastantes acidentes com estes repteis peçonhentos, e conseqüentemente o protegem e salvam sua vida.

As mortes por veneno de cobras têm diminuído devido aos tratamentos mais eficientes, e por causa da prudência da população que convive em constante contato com estes animais. Mas a difusão e divulgação de aventuras ao ar livre, em áreas infetadas e de habitat natural das cobras aliados ao despreparo ou não obediência ao guia e instrutor, têm sido motivos de muitos acidentes fatais ainda.

Tomar cuidados faz parte de nosso dia a dia, querer enfrentar a natureza sem o devido preparo e o respeito a esta é um dos principais motivos de acidentes e na sua grande parte fatal, seja não respeitando os rios, seja não respeitando a natureza e sua fauna e flora, levam todos os anos centenas de pessoas a óbitos, e o culpado não é o irracional animal, e sim o animal racional, que não raciocinou adequadamente.

Comments
  1. douglas
    Responder

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *