Cobra Bico de Jaca

No reino das cobras, é possível encontrar espécies e tipos variados de serpentes, dês das mais conhecidas até as que nunca ouvimos falar, uma dessas cobras é a Lachesis mutamais conhecida como surucucu, surucutinga,surucucutinga, surucucu-de-fogo, surucucu-pico-de-jaca e cobra-topete, seu nome Lachesis muta é um nome cientifico recebido, mas seu nome mais comum é surucucu, eis que é uma cobra venenosa e também muito perigosa, ela é a maior cobra peçonhenta da América do Sul.

O nome “Surucucu” vem do tupi suruku’ku. “Surucucutinga” e “surucutinga” vêm do tupisuruku’kutinga, “surucucu branca”. Lachesis é uma referência a Láquesis, uma das três Moiras mitológicas gregas que decidiam o destino dos seres humanos e dos deuses,Muta (“muda” em latim) é uma referência ao fato de a surucucu vibra sua cauda, como a cascavel faz porem sem, no entanto, produzir o ruído que a cascavel é capaz de produzir.

Ela vive em florestas mais densas, e pode ser encontrada principalmente na Amazônia, mas existem fatos de que já ouve presença desse animal até mesmo em áreas mais isoladas, de resquícios de Mata Atlântica.

Em sua mesma espécie temos a Lanchesis muta rhombeata, que é uma surucucu porem sua única diferença é que ela é amarela com desenhos negros, e a mesma esta na lista dos animais ameaçados de extinção, uma dura realidade, onde os únicos culpados somos nós mesmos.

 Há quem pense que só porque as cobras são animais peçonhentos animais perigosos, os mesmos tenham que ser mortos para eliminar o perigo, mas é ai que a maioria se engana, animais desses podem fazer uma enorme falta na natureza, e causar um desequilíbrio na fauna, vale lembrar também que se muitos desses bichos têm aparecido fora de seu habitat natural, é porque eles só estão tentando se proteger, ou fugir, de predadores ou até mesmo queimadas e coisas do tipo causadas pelo homem que destrói sua natureza, ou seja, os únicos culpados somos nós mesmos, e o melhor a fazer é se conscientizar e se informar sobre o respectivo assunto e é claro passar isso a diante para que esse erro deixe de ser cometido, pois se não pararmos, nos seremos os únicos culpados pela destruição da fauna e da flora mundial.

Comments
  1. xerereca
    Responder
  2. amiga das cobras
    Responder

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *