Detalhes da cobra-cega

As cobras-cegas, também conhecidas como Cecílias, são, na verdade, animais pertencentes a um grupo dos anfíbios: o dos gimnofionos. Assim, não são lagartos nem cobras e, muito menos, minhocas, já que estas, para início de conversa, são animais invertebrados. Também não são cobras-de-duas-cabeças : répteis do grupo dos anfisbenídeo.

 

Aprenda Tudo sobre essa Espécie

Esse nome, cobra-cega, é dado porque o corpo do animal é comprido, alongado e sem patas, assim como as serpentes. Com os discretos olhos que possuem é quase imperceptível, logo temos a impressão que ele é completamente cego, pois aparentemente não possui essa estrutura. No entanto, ele é capaz de identificar, pelos olhos, as mudanças na luminosidade, temperatura (diferindo ser vivo de natureza), e, além disso, possui um tentáculo, que permite que perceba cheiros e vibrações.

Outras características das cobras-cegas é que elas possuem anéis em todo o comprimento do corpo; e a pele bastante úmida, assim como muitos outros anfíbios.

 

Seu habit natural e sua Alimentação

 

A maioria das espécies de cobras-cegas vive enterrada no solo (são, portanto, fossoriais) e, graças à cabeça bem dura que possuem, podem escavar galerias usando essa parte do corpo. Elas podem ser vistas, embora raramente, embaixo de folhas secas e úmidas: a serapilheira.

Cobras-cegas se alimentam, principalmente, de invertebrados. Em alguns casos, também, são capazes de comer outras cobras-cegas. Para tal, elas utilizam seus dentes para capturar as presas e, basicamente, as engolem.

No Brasil, existem pelo menos 26 espécies desses animais, já registradas pelos cientistas. Numero que promete aumentar, com as espécies descobertas, ainda não registradas. Algumas cobras-cegas, quando filhotes, se alimentam da pele da mãe, comportamento este chamado de dermatofagia. E dessa forma as tonalidades de sua pele fica mais clara, e se recupera após, mais ou menos 3 dias.

 

Fases da Vida

 

Como todos os anfíbios, a cobra-cega leva uma vida dupla – primeiro na água e depois em terra firme. Algumas espécies fazem exceção. Quando a larva sai dos ovos, vive na água, é vegetariana e respira por brânquias externas. Depois de passar por diversas transformações (metamorfoses), passa a ter respiração aérea. Respira com um único pulmão. Respira também pela pele que é úmida e coberta de muco.

Todos os anfíbios ápodes (sem pernas) recebem o nome de cecília. Existem aproximadamente 55 espécies. Todas elas possuem o corpo comprido, muito fino e de forma cilíndrica. As espécies mais longas que medem cerca de90 cm, têm pouco mais de2 cmde diâmetro.

ses animais vivem em todas as regiões tropicais, menos na Oceania e na República Malgaxe. São bastante difíceis de observar e estudar. Vivem em redes de túneis a90 cmou mais de profundidade, alimentando-se de moluscos, vermes e até cobras pequenas. Engolem a presa inteira e sabe-se de casos em que se comem uns aos outros. Possuem um tentáculo protrátil muito sensível entre o olho e a narina.

Comments
  1. Responder
  2. Responder
  3. dani
    Responder
  4. dani
    Responder
  5. caio
    Responder
  6. patrick
    Responder

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *